segunda-feira, 19 de março de 2012

19/03

Os beijos que dá ao Pedro sem solicitação, as lágrimas que lhe correram no dia do aniversario do Pedro, o orgulho que demonstra por habilidades que qualquer bebé faria, o que vai confidenciando à minha mãe e que é amor ... fazem do meu pai um excelente pai, por ser um avô ainda melhor. 

E ao Miguel, o que dizer? 
Que se revelou apesar de todas as minhas elevadas expectativas, como se pai tivesse sido a vida toda.
Que o Pedro não o quereria de outra forma...

E tudo isto a 19 de Março, um ano depois de regressarmos a casa a 3.

1 comentário:

  1. Faz um ano que conheci o Pedro :) e o meu grande amigo como Pai!

    ResponderEliminar